HomeProgramaçãoTrabalhos artísticosLivesMesas redondasEquipe

 

 

 

 

LICENCIATURA EM MÚSICA - FAP

O curso de Licenciatura em Música compreende o ensino profissional voltado à formação do professor, enfatizando sua capacidade teórico-prática no ensino da música. Dos cânones europeus à música produzida pelos próprios alunos, passando por temas tradicionais dos povos do mundo ou pela música regional brasileira e pela música popular urbana, o curso busca desenvolver processos educativos abrangentes, oferecendo conteúdo para que o trabalho do futuro docente seja pautado na democratização do acesso à educação musical e no respeito à diversidade cultural. O curso procura enfatizar a educação básica pública como campo privilegiado para a contribuição da educação musical na promoção da cidadania, sem deixar de contemplar os espaços comunitários e escolas de música, entre outros.

O que vier eu traço" é um choro-batucada composto por Alvaiade e Zé Maria, em 1926, ambos integrantes da escola de samba da Portela. Trabalhamos esse choro na disciplina Prática de Conjunto II por ser um estilo de música brasileira que nos permitia criar um arranjo com os instrumentos que tínhamos em mãos: voz, violão, cavaquinho, flauta, percussão e teclado.

Estudamos o estilo durante as aulas e cada um trabalhou na parte de seu instrumento a partir de uma base de voz e violão criada pela professora Luciana Lozada. Depois, todo o grupo embarcou na ideia do cavaquinista Rodrigo Prince, de utilizar utensílios domésticos pra fazer a batucada, exploramos várias possibilidades! Um grande desafio foi a edição, e nessa parte contamos com o excelente trabalho de mixagem de som de Rodrigo Canozi e edição de vídeo de Milena Marques.

 

 

 

o que vier eu traço (choro-batucada)

 

 

facebook youtube instagram

 

Em atenção à LEI 13.709/18 - Lei Geral de Proteção de Dados, informamos que é proibido compartilhar, copiar e reproduzir, fora do ambiente deste site, quaisquer das informações e obras aqui apresentadas. Os direitos autorais relativos às obras aqui apresentadas encontram-se protegidos pelo artigo 46, inciso VI da Lei 9.610/98.